A trio of white cattle

Quem Comprou o Gado Ilegal do Território Apyterewa?

A pecuária é a maior responsável pelo desmatamento na Amazônia brasileira e um dos principais contribuintes em outros biomas importantes, como o Cerrado. A maior parte desse desmatamento é ilegal. Em um dos exemplos mais flagrantes, cerca de 60.000 cabeças de gado foram encontradas sendo criadas ilegalmente na Terra Indígena Apyterewa, que pertence ao Povo Indígena Parakanã, pouco antes de uma ação governamental no final de 2023, contrariando a legislação federal que proíbe a pecuária comercial na área. A Apyterewa tornou-se a Terra Indígena mais desmatada da Amazônia em conseqüência dessas invasões.

Apesar da natureza criminosa da pecuária em Apyterewa, o gado era facilmente vendido para fazendas fora do Território e, por fim, para frigoríficos, entrando nas cadeias de fornecimento de carne e couro do Brasil. A EIA analisou um grande conjunto de dados de licenças de transporte de gado emitidas pelo governo, registros de propriedades, imagens de satélite e informações de fontes de campo para seguir o caminho do gado criado ilegalmente em Apyterewa até as cadeias de suprimentos das principais empresas de carne que operam na região, em particular a JBS e a Frigol.

Nossas descobertas e as respostas das empresas estão resumidas em nosso novo relatório, Quem Comprou o Gado Ilegal do Território Apyterewa? O relatório identifica ações urgentes que o governo brasileiro, seus principais parceiros comerciais e as empresas de carne devem tomar para dissociar a pecuária do desmatamento e do crime na Amazônia e em outros biomas ameaçados no Brasil.

Read in English